Alho para as bactérias :: Propriedades antibacterianas do alho

Alho

Habitualmente, o alho é considerado um dos melhores remédios naturais que existem. Tanto é assim, que as suas propriedades são francamente inesgotáveis e dão-se em direções muito diferentes. É bom para perder peso, para o colesterol, para limpar o organismo e, é claro, por sua grande ação para eliminar bactérias e infecções, entre outras coisas.

Estas são algumas das propriedades antibacterianas que tem o alho:

  • Os componentes do alho são a chave. Algumas substâncias presentes neste vegetal são as principais responsáveis pelos poderes que tem para combater as infecções, as bactérias e esse tipo de agentes externos.
  • Tem um grande poder antibiótico. Ao ter tantos componentes que ajudam a matar as bactérias e infecções, o alho pode ser utilizado sem problemas como um dos melhores antibióticos naturais. Não por nada é muitas vezes utilizado mais frequentemente para problemas respiratórios. É que é um grande remédio para os pulmões.
  • Pode ser usado contra muitos problemas. O poderio que tem o alho contra as bactérias se usa para combater males tão diversos como os fungos, infecções do ouvido ou dor de dente.
  • O alho pode ser consumido muito facilmente. Justamente, uma das melhores coisas que tem, o alho é que se consegue em qualquer parte e que seu uso é muito simples. Basta comê-lo em pedaços, engolir cru, como se fosse uma pílula ou usá-lo em alguma infusão ou preparado em casa.

Além disso, nos vídeos abaixo, você encontrará diferentes remédios caseiros com alho contra as bactérias e outros problemas que podem afetar seu organismo. Ponha-os em prática e depois nos conta.

Inserir </>Tweetar Gostaria de receber mais dicas no vídeo? Assine nosso canal de YouTubeInsertar </>Tweetar Gostaria de receber mais dicas no vídeo? Inscreva-se em nosso canal do YouTube

Para bactérias

122/12

Para fungos

59/11

Para vírus

43/8

Para parasitas

45/4

Você conhece algum outro remédio caseiro contra as bactérias?

9 Truques caseiros para a dor de joelhos

Innatia Default

Você já pensou alguma vez no trabalho que suportam seus joelhos diariamente? Realmente é muito mais do que o que você pensa, já que, geralmente, o sutiã em muitas oportunidades de quase todo o peso corporal. É assim que se vão desgastando, sem levar em conta outros fatores, como a alimentação e outras razões adicionais que podem ajudar o processo de deterioração.

É assim que os joelhos estão sempre expostas a sofrer de dores de toda espécie. Na terceira idade é bastante lógico, como também fora dela. Pode ser que você tenha dado um bom golpe. Seja Como for, esses truques caseiros que você pode ler abaixo são ótimas para ajudar a que a dor ceder. São truques, sim, mas também são hábitos que podem ajudar a que a dor seja muito mais leve.

Leia também: Remédios caseiros para a dor de dentes

Faça exercícios

Se suas dores de joelho estão relacionadas com o facto de a falta de atividade ou deterioração, o que você tem que fazer é, embora pareça óbvio, é um pouco de exercício. Atenção, nada de alto impacto ou que possa vir a prejudicar ainda mais a sua articulação comprometida. Tudo o contrário, você pode tentar com exercícios suaves e de baixo impacto.

Leia também: Remédios caseiros para as dores de articulações

Modifique seus hábitos

É provável que suas dores de joelho estão relacionados com os hábitos que você tem, seja por intensos ou, justamente, por tudo o contrário. Neste caso, é necessário que entre em atividade suas articulações suavemente diariamente para que recobren forças e deixem de dolerte. No caso de excesso de treinamento, é hora de tomar uma pausa e descer um pouco a intensidade. Talvez se você está fazendo o exercício demasiado a sério.

Leia também: 7 home Remédios para o dor na planta do pé

Não utilize ao calor

Muitas pessoas costumam cometer o erro de dar calor no joelho quando esta está sofrendo uma inflamação. Isso não fará mais do que prejudicar este problema. O calor tem que se dar em casos muito pontuais, e somente se, um especialista lhe foi recomendado.

Leia também: Dor no peito ao respirar: a que se deve e como aliviá-lo

Muda de calçados e utiliza modelos

Você sabia que, muitas vezes, as dores devem-se a um mal calçado ou a falta de um modelo adequado? Há modelos anatômicas, perfeitas para distribuir melhor a pressão e o peso sobre seus membros. Mesmo, você deve sempre tentar usar um calçado que te vá com conforto, que não seja uma tortura para os seus pés.

Baixa de peso

É muito importante manter-se em forma para não sofrer de dores de joelho. É muito comum que estas se dêem em pessoas com excesso de peso. Como você vê, não estar excesso de peso é fundamental em todo sentido, até para evitar problemas nas articulações.

Diante de um golpe, um sábado e um travesseiro

Você já se deu um golpe ou tiver sofrido uma torção no joelho? Pois nada melhor que deitar e colocar um travesseiro (ou várias) para que a perna fique levantada e joelho possa descansar. E não hesite em usar o seguinte truque como complemento.

A clássica bolsa de gelo

Nunca é de mais lembrar a enorme valor que tem o frio do gelo contra inflamações, torções e outros problemas nas articulações. Por isso mesmo, não hesite em colocar alguns cubos em um saco grossa de plástico ou qualquer outro material que possa conter. Ou directamente colocar uma dessas almofadas que se congelam e se aplicam direto sobre a área dolorida, que também vão de maravilhas.

Cuidado com as escadas e com o peso que cargas

Se você já está grande para subir muitas escadas ou carregar peso, tenha cuidado. Se você está com dores temporários, também. Estas questões podem vir a prejudicar ainda mais a esta classe de doenças.

Beba muito líquido

Algo que jamais se deve deixar de lembrar, já que muitos dos problemas que se dão a nível osteomuscular estão relacionados com uma hidratação pobre ou deficiente.

Você serviu alguns desses truques?

Exercícios

150/22

Modificação de hábitos

114/13

Evitar o calor

112/17

Mudança de calçado e modelos

133/14

Perder peso

118/13

Repouso e um travesseiro na perna

101/14

Evitar carregar peso

108/9

Saco de gelo

115/17

Beber muito líquido

109/9

Tens algum outro truque para a dor nos joelhos?

Alho e óleo de prímula ou prímula para os sintomas da rinite alérgica

prímula

A rinite alérgica é uma doença que geralmente ocorre em certas estações do ano, como por exemplo a primavera. Os sintomas desta doença são produzidos ao inalar determinados alérgenos, como, por exemplo, pólen de plantas ou pó.

Quando inhalas estes alérgenos, o corpo desencadeia uma série de reações que provoca uma série de sintomas próprios da alergia respiratória, como, por exemplo, a rinite alérgica.

Quais são os sintomas da rinite alérgica?

  • Coceira no nariz, olhos, garganta ou pele.
  • Espirros.
  • Olhos lacrimejantes.
  • Congestão nasal.
  • Dor de garganta.
  • Inchaço dos olhos.
  • Dor de cabeça.
  • Fadiga.
  • Ouvidos tapados.
  • Redução do sentido do paladar.

Se você sofre de um ou mais destes sintomas, você pode lançar mão de certos remédios naturais como o remédio de óleo de prímula ou prímula e alho. Ambos os produtos conferem propriedades contra os efeitos dos alérgenos primaveris.

Remédio de alho óleo de prímula ou prímula para reduzir os sintomas da rinite alérgica
Ingredientes

  • 1 dente de alho triturado.
  • 1 colher de sopa de óleo de prímula ou prímula.

Preparação

Tritura o alho e misture com o óleo de prímula. Toma-o, pela manhã, juntamente com o pequeno-almoço.

Tanto a prímula ou prímula como o alho tem propriedades para melhorar as defesas e reduzir os sintomas próprios das alergias respiratórias, especialmente a rinite.

A rinite é uma doença muito incômoda que interfere em sua vida diária, já que você se sente como se se tratasse de um resfriado ou gripe. Por isso, os remédios naturais podem ser de grande utilidade para melhorar sua qualidade de vida.

Tenha em conta que, além dos remédios naturais para a rinite alérgica, existem outras recomendações que você pode ter em conta, como por exemplo a dieta, limpeza profunda de sua casa, e os medicamentos que previnem e tratam desta afecção.

Lembre-se que, diante dos primeiros sintomas de alergia, é importante recorrer ao médico.

Sim

74

Não

1

Você conhece outro remédio caseiro para rinite?

9 Truques caseiros para torcicolo

Massagem de pescoço

É conhecido como torticolis a dor de garganta extremo, o que gera uma rigidez na zona cervical e que faz com que praticamente não possa mover sua cabeça para os lados… nem para nenhum outro lado. Simplesmente, é uma doença única, que, muitas vezes, é causada por má postura e que com alguns hábitos e mudanças pode superar sem nenhum tipo de problemas.

É por isso que você não tem mais que dar atenção aos truques que você pode ver abaixo, já que são perfeitos para poder lutar contra a torticolis. Você só tem que testar e ver qual é o que pode ser apropriado para resolver este problema que você está sofrendo.

Estes são 9 truques que podem te ajudar a acalmar a torticolis.

Mudar de posição

Quando você está muito tempo na mesma posição, a torticolis pode ser algo muito mais provável. Por isso mesmo, se você é dos que estão na “zona de risco”, não está sempre no mesmo sítio. Dê um passo para trás, estica um pouco, move o teu pescoço. Relaxe alguns minutos.

Aplicar calor

O calor pode chegar a ir muito bem para afrouxar um pouco o pescoço e que este se comece a sentir muito melhor, aflojándose pouco a pouco. É assim que você não tem mais do que aplicar sobre a zona, uma vez consumada a torticolis. Você verá que ao longo do dia, a condição progride significativamente.

Yoga e eutonia

Se começa a torticolis a se tornar crônica ou muito comum em sua vida, nada melhor do que começar a praticar algumas disciplinas que, com suas posturas e exercícios de alongamento, ajudam significativamente para superar esta incômoda e dolorosa condição.

Mudar de travesseiro

Esta pode ser uma causa pouco provável de sua dor de garganta. Procure usar um travesseiro bem confortável ou anatômica para que o pescoço não se doa tanto. A má posição que se pode gerar uma má travesseiro talvez seja determinante.

Exercícios de relaxamento do pescoço

Sem dúvida alguma, podem ser muito importante na hora de que seu pescoço não está tão dolorido por causa da torticolis. Obviamente, escolher alguém que não se crie um grande esforço, mas mais suave. À medida que você vá cedendo a dor, vai progredindo.

Deixe de fumar

Você sabia que se você fuma muito feixes que circule menos oxigênio pelo seu organismo e as contraturas e esse tipo de dores sejam moeda corrente? Por isso mesmo, não só estará beneficiando seus pulmões e sistema cardiovascular; também ao seu pescoço.

Muda de cadeira ou poltrona

As pessoas que trabalham muitas horas sentadas em frente a um computador, por exemplo, são muito propensas a sofrer de torticolis. Especialmente se você tem uma cadeira ou poltrona deficiente, que os faz ficar em má posição. Trata de trabalhar de uma maneira confortável, com as costas apoiada e com o pescoço firme.

Evite dormir de barriga para baixo

Esta posição costuma ser fatal para a hora de lhe causar torticolis. Procure dormir sempre de barriga para cima ou, pelo menos, de lado, para que a tua garganta tenha algo de suporte. Se você pode fazê-lo em um colchão um pouco difícil, pois, muito melhor ainda.

Quando faz frio, um lenço

As baixas temperaturas podem chegar a ser cruciais na hora de causar torticolis. Por isso, se você tem tendência a sofrer este tipo de problemas, não deve deixar descoberta a zona do pescoço em nenhum momento. Um lenço, a melhor solução. Mesmo se você estiver com frio dentro de sua casa.

Mudar travesseiro

61/15

Deixar de fumar

39/16

Fazer exercícios de relaxamento do pescoço

73/5

Fazer yoga ou eutonía

43/19

Mudar de posição

59/3

Mudar de cadeira ou poltrona

39/23

Não dormir de barriga para baixo

53/14

Aplicar calor

81/3

Usar cachecol quando faz frio

55/4

Já experimentou algum outro truque que seja eficaz?

Alergia à penicilina: sintomas, tratamento e alternativas naturais

antibióticos

Leia também: Os melhores truques para as alergias sazonais

O que é a penicilina e para que é

A penicilina é uma substância antibiótica descoberta por Alexander Fleming, que tem sido utilizada desde há décadas para combater diversas doenças infecciosas causadas por bactérias. Existem vários tipos de penicilinas, mas todas são derivadas do ácido 6-aminopenicilánico.

Os diferentes tipos de penicilinas são utilizados para tratar várias infecções que podem afetar algumas partes de seu corpo, por exemplo: a meningite, o tétano, a gonorreia, a cultura infantil, a pneumonia e a gangrena. Cabe destacar que a penicilina também se emprega com uso veterinário, portanto, pode ajudar a tratar infecções em cães, gatos, coelhos, pássaros, ouriços, furões, tartarugas ou cobras, entre outros animais.

Leia também: Alergia ao frio ou urticária a frigore: o que é e o que fazer tratamento

Derivados da penicilina mais conhecidos

Existem antibióticos derivados da penicilin? Claro que sim, os diferentes tipos de penicilinas têm diferentes funções e capacidades para tratar certas infecções:

  • Penicilinas naturais. Dentro deste grupo encontra-se a Penicilina G e Penicilina V, cuja finalidade é tratar alguns tipos de Bactérias: pneumoniae, Streptococcus beta em outro lugar do corpo, Streptococcus bovis e Streptococcus grupo internamento.
  • Aminopenicilinas. A amoxicilina é uma penicilina? Afirmativo, esta classe de penicilinas está a ampicilina, a amoxicilina e a benzilpenicilina. Estes antibióticos permitem combater bactérias (estreptococos, os estafilococos, os meningococos e os gonococos. A forma mais comum de gerenciá-los é injectada por via oral.
  • Penicilinas antiestafilocóccicas. Este grupo de antibióticos é formado pela cloxacilina, oxacilina e avisos, penicilinas muito eficazes para tratar o Staphylococcus spp meticilino.
  • Carboxipenicilinas. Aqui você pode encontrar a Ticarcilina, um antibiótico muito eficaz para tratar doenças como a hidrólise por beta lactamasas causadas por enterobactérias e Pseudomonas aeruginosa.

Um aspecto que sempre deve ter em conta na hora de tomar antibióticos, é que a penicilina não deve ser administrada junto a determinados antibióticos: neomycin e o cloranfenicol, já que perde a eficácia.

Leia também: Remédios caseiros para as alergias respiratórias

Sintomas de alergia à penicilina

Te conto que a alergia a penicilina é uma reação exagerada do sistema imunológico a este antibiótico, muito utilizado para o tratamento de várias infecções bacterianas. Neste caso, seu organismo reage erradamente em frente à penicilina e a vê como uma substância nociva, como se se tratasse de um vírus ou uma bactéria.

A alergia à penicilina ocorre quando o sistema imune se tornou sensível a este antibiótico, ou seja, que já desenvolveu anticorpos para o tipo de penicilina que tirou e te provocou a reação alérgica.

Há evidências, de que a alergia à penicilina, pode ser o resultado do uso excessivo em tratamentos infecciosos, de outros antibióticos com propriedades químicas semelhantes à penicilina. Isso também pode provocar sintomas de alergia a antibióticos, semelhante à alergia a medicamentos.

Mas, quais são os principais sintomas de alergia à penicilina? Preste atenção aos seguintes parágrafos. Você deve sempre ter em conta que os primeiros sintomas de alergia à penicilina, ocorrem, geralmente, uma hora depois de tomar um medicamento. Embora a alergia a medicamentos pode ocorrer em horas, dias ou semanas mais tarde.

Como saber se sou alérgico à penicilina? As reações mais comuns são:

  • Erupções na pele
  • Urticária
  • Comichão
  • Febre
  • Inchaço da pele
  • Dificuldade para respirar
  • Chiado
  • Nariz que moquea
  • Olhos lacrimejantes e com comichão
  • Anafilaxia

Agora bem, existe uma forma adequada de tratar a alergia medicamentosa? Toma nota dos próximos conselhos.

Leia também: o Própolis, o melhor remédio natural para o tratamento de alergias

O tratamento para a alergia à penicilina

No caso de que enfrentas não saber como combater as alergias, digo que sempre é melhor recorrer à ajuda profissional de um médico. Mas caso não seja possível, pode atenuar a reação alérgica colocando em prática as seguintes recomendações.

Teste de alergia

Se bem que as penicilinas são consideradas como os antibióticos menos tóxicos, podem producirte alergia. Como saber se sou alérgico à penicilina? Para ter certeza disso você deve comparecer a um centro médico para que um alergista se realize um teste de penicilina, através de testes cutâneos, que costumam durar entre 2 e 3 horas.

Como é o teste de alergia? Em primeira instância se realiza uma punção da pele com dois tipos de penicilina e, em seguida, você realizará uma prova intradérmica ou seja, por debaixo da pele. Se os testes mostraram resultados negativos, é muito pouco provável que haja presença de alergia à penicilina.

Também existe a possibilidade de ver se há reação alérgica à penicilina, dando-lhe uma dose oral de penicilina e observando, posteriormente, as manifestações. Se não houver reação, você não terá o risco de ter uma reação imediata grave e pode usar qualquer tipo de penicilinas.

Se o teste de penicilina dá positivo, sua pele se inflamará e ficará vermelha na área da punção, indicando que você tem alergia a amoxicilina e a outras penicilinas. Portanto, evite a sua utilização e para tratar infecções emprega um antibiótico sem penicilinas.

O que fazer em caso de alergia à penicilina

Em Frente a uma reação alérgica à penicilina, atua da seguinte forma:

  • Pára o consumo de penicilina. Embora continue enferm@, não continue consumindo penicilina, espera a consultar o médico sobre quais são os antibióticos para alérgicos a penicilina.
  • Consome anti-histamínicos. Seguindo sempre as indicações do médico, é quase seguro que lhe prescrever um anti-histamínico como a atropina.
  • Tomada de corticosteróides. Também há a possibilidade de que o seu médico indique consumir corticosteróides orais ou injetáveis para tratar a inflamação associada a uma reação alérgica.
  • Evite voltar a consumir penicilina. Para isso você deve alertar a qualquer médico ou enfermeira que se tente, sobre a alergia a penicilina. Na verdade, o ideal é que a alergia está documentada em sua história clínica.
  • Use uma pulseira distintivo. É para que, diante de qualquer emergência ou acidente, se saiba que você é alérgic@ a este antibiótico.
  • Leva sempre contigo epinefrina. Isto é muito importante, especialmente se você já teve algum episódio de anafilaxia ou outras reações graves. O seu médico provavelmente irá receitar uma seringa de autoinyección e o dispositivo de epinefrina para que o utilize em caso de emergência.

Antibióticos sem penicilina

Existem antibióticos para alérgicos a penicilina? Eu recomendo que consulte sempre um médico para que lhe indique antibióticos sem tomar penicilina. Se você descobriu que sofre de alergia à amoxcilina, você pode tomar:

  • Azitromicina
  • Claritromicina
  • Eritromicina
  • Espiramicina
  • Roxitromicina
  • Dietilmidecamicina
  • Troleandomicina
  • Doxiciclina
  • Capsularis
  • Trimetropim-sulfametoxazol
  • Ácido nalidíxico
  • Ácido pipemídico
  • Norfloxacino
  • Ciprofloxacina
  • Gentamicina
  • Grande
  • Kanamicina
  • Amikacina
  • Netilmicina
  • Sisomicina
  • Pantomicina
  • Tratamentos
  • Lincomicina
  • Clindamicina

Agora, você tem dúvidas sobre se ele conhece alguma forma de combater as alergias? Até à data, o que posso te dizer é que não existe um remédio seja convencional ou natural que possa protegê-lo contra as alergias. No entanto, o que se sabe é que há remédio natural para a alergia, que eleva as suas defesas e pode protegê-lo de algumas alergias.

Quer saber quais são os remédios para alergia? Descubra-o em parágrafos seguintes.

Home remédios para alergia

Estás á procura de um remédio caseiro para as alergias? Existem várias maneiras que você pode tratar as alergias e prevenir seus sintomas irritantes. Se você está propenso a alergia medicamentosa, pode ajudar-incluindo em sua dieta diária alimentos e suplementos que tenham grande poder antialérgico. Eu recomendo que dê uma olhada para os que compõem a lista a seguir. Experimente! Eles vão Te adorar.

  • O cloreto de magnésio. Você vai encontrar todos os motivos pelos quais este popular suplemento alimentar, é considerado um remédio natural eficaz para prevenir e tratar as alergias.
  • O chá rooibos. Você vai descobrir quais são os componentes que tem esta cura bebida, e como eles funcionam para prevenir surtos de bagagem.
  • Sete alimentos antialérgicos. Você vai conhecer quais são os alimentos que podem ajudar a diminuir os sintomas desagradáveis de alergias, e como incluí-los em sua dieta para obter os seus benefícios.
  • Benefícios do própolis. Você pode encontrar todos os benefícios que pode oferecer-lhe este derivado de mel, para ajudar a aliviar os principais sintomas das alergias mais comuns.

Que tipo de medicamento se produz alergia?

Os antibióticos

13/1

Os analgésicos

3/1

Os anti-inflamatórios

2/3

Os antidepressivos

1/2

Os ansiolíticos

2/1

Como você tratado esta alergia medicamentosa?